banner

O que fazer em João Pessoa: nosso roteiro de 2 dias!

João Pessoa é uma das menores capitais do Nordeste brasileiro. O povo é hospitaleiro, tudo é pertinho, as praias e suas orlas, até mesmo as urbanas, são muito preservadas, o que conferem um certo ar de aconchego aos moradores e turistas!

Nós amamos “Jampa”e, certamente, é um destino ao qual queremos (e iremos) voltar! Enquanto isso, escrevemos o nosso roteiro de 2 dias na capital da Paraíba. Anota as dicas, aí!

o que fazer em joao pessoa

Nesse post, saiba:

  • Nosso roteiro de 2 dias;
  • O que fazer em João Pessoa: passeios e atrativos;
  • As melhores praias da Paraíba;
  •  Onde comer em João Pessoa, e
  • Onde se hospedar em João Pessoa.

Quer acompanhar os nossos destinos e viagens em tempo real? Siga-nos no Instagram @nosdois.porai!

NOSSO ROTEIRO DE 2 DIAS:
  • Piscinas Naturais do Seixas (10:00 às 13:00);
  • Almoço no Praiano Bar, na Praia da Bessa (13:30 às 15:30);
  • Às 16h, por do sol do Jacaré;
  • Jantar no Bar do Cuscuz, na Praia do Cabo Branco;
  •  Farol do Cabo Branco;
  • Praia de Camboinha até a hora do almoço e retorno à Recife.

O QUE FAZER EM JOÃO PESSOA

Fomos passar o carnaval de 2020 em Recife e decidimos de última hora dar uma escapadinha da folia para conhecer João Pessoa. Convidamos os nossos amigos, Amanda e Rodrigo, do @viajareumprazer, alugamos um carro na Localiza Hertz e partimos!

O trajeto de carro RECIFE-JOÃO PESSOA dá, mais ou menos, 1 hora e meia, apenas! Então, saímos quase às 8:00 de Recife e chegamos em Jampa às 9:30.

1. PISCINAS NATURAIS DO SEIXAS:
o que fazer em joao pessoa piscinas naturais do seixas

Piscinas Naturais do Seixas, João Pessoa

Estacionamos direto na PRAIA DE TAMBAÚ e fechamos com os próprios vendedores, que ficam pelo calçadão, o PASSEIO DE CATAMARÃ ÀS PISCINAS NATURAIS DO SEIXAS, localizadas em frente à costa do Farol do Cabo Branco, o ponto mais oriental das Américas!

Fizemos o passeio com a agência de turismo @maresiaturismopb. Os catamarãs da agência também saem da PRAIA DA PENHA. Valor por pessoa: R$50,00 alta temporada / R$35,00 baixa temporada (fevereiro/2020). Duração do passeio: 3 horas.

Verifique o horário da maré para a saída dos passeios. No catamarã, são vendidos espetinhos e bebidas, mas aconselhamos levar seu próprio lanche para almoçar melhor na volta do passeio. É possível alugar máscaras de mergulho por R$15,00, então, não esqueça de levar a sua!

Durante o percurso, um guia vai explicando a história e curiosidades sobre João Pessoa. Ao ancorar nas piscinas naturais, são liberados aqueles “macarrões”, caiaques e um tapete de 2 metros, que é uma boia, legal para as crianças pequenas. 

Nossa opinião: o passeio é obrigatório, sim, para quem visita João Pessoa. Mas, se seu bolso permitir, tente fazer o passeio de lancha. Além de ser mais privativo, sai na hora certinha da maré baixa, para melhor aproveitamento do passeio: água menos mexida e mais cristalinas, possibilidade de ver mais peixinhos!

o que fazer em joao pessoa

Passeio de catamarã com a agência Maresia Turismo – João Pessoa

2.PISCINAS NATURAIS DE PICÃOZINHO:

A menos de 2 Km da costa de João Pessoa, em frente à Praia de Tambaú, as PISCINAS NATURAIS DE PICÃOZINHO surgem na maré baixa e é um dos passeios náuticos mais imperdíveis em Jampa. Os catamarãs saem da própria PRAIA DE TAMBAÚ. Lá nas piscinas, os barcos-restaurantes e os próprios catamarãs garantem drinks e petiscos. Duração do passeio: 4 horas.

Não conseguimos fazer esse passeio, mas outras pessoas já relataram que as piscinas de Picãozinho são mais bonitas e possuem mais peixinhos.

joão pessoa

3.ILHA DA AREIA VERMELHA:

A PRAIA DA AREIA VERMELHA é um dos passeios imperdíveis para fazer em João Pessoa. A praia é, na verdade, um banco de areia de coloração alaranjada e avermelhada, que se forma na maré baixa, nas proximidades da Praia do Poço, em Cabedelo – município vizinho à João Pessoa. 

Apesar de estar, literalmente, no meio do mar, não pense que o local carece de estrutura. Há barracas que alugam cadeiras e guarda-sóis, vendem bebidas e petiscos. Vale a pena pedir um drink dentro do abacaxi, que pode ser feito com suco e leite condensado. Quando a maré começa a encher e volta a cobrir o banco de areia, toda a estrutura da ilha se desfaz e os barcos voltam para a orla.

Os passeios de catamarãs da @maresiaturismopb saem da PRAIA DA CAMBOINHA, mas outros catamarãs e lanchas saem da PRAIA DO POÇO. Na época de maré bem baixa (0.0) é possível ir andando a partir da Praia de Camboinha. Valor por pessoa: R$25,00

(foto: nosdoisporai)


ilha areia vermelha nosdoiporai joao pessoa

Ilha da Areia Vermelha, João Pessoa (foto: nosdoisporai)

4. POR DO SOL DO JACARÉ:

No final da tarde é hora de ir à Praia do Jacaré curtir o Bolero de Ravel de @jurandydosax, no por do sol mais famoso do Brasil!

A Praia Fluvial do Jacaré, no município de Cabedelo, é responsável por um grande espetáculo a céu aberto: o pôr do sol ao som de Jurandy do Sax. Todas as tardes, na hora do pôr do sol, a praia e seus bares ficam cheios de turistas e moradores para observar a despedida do sol ao som do Bolero de Ravel. Jurandy toca o Bolero todos os dias e se apresenta em um barco que passeia pelo Rio Paraíba. 

joão pessoa

Praia do Jacaré, João Pessoa-PB

A melhor opção para assistir a esse espetáculo ao por do sol é fazer um passeio de catamarã, que garante uma vista da embarcação e um passeio pelo manguezal ao redor da praia. Fizemos o passeio também com a @maresiaturismopb, com shows animados de forró e de violino. Além da animação dos cangaceiros, que fazem a gente dançar até quadrilha! Amamos! Valor por pessoa: R$40,00.

Lembre-se de chegar cedo e garantir um bom lugar, pois todos os dias a praia fica cheia de gente. Para chegar à Praia do Jacaré, recomendamos ir de carro ou contratar o transfer com uma empresa turística. Caso esteja em um grupo de pessoas, o táxi ou Uber sejam uma ótima opção.

5.FAROL DO CABO BRANCO:

O FAROL DO CABO BRANCO simboliza o extremo oriental das Américas – o lugar onde o sol nasce primeiro em nosso continente. É um farol de formato triangular, utilizado apenas como marco e não para fins náuticos.  

Esse farol, considerado ponto turísTico importantíssimo de João Pessoa, fica em uma das extremidades do bairro de Cabo Branco, em cima de uma falésia, de onde se tem uma bela vista para o mar. É um lugar para contemplação e vale a pena tirar fotos. 

Ponto Extremo Oriental das Américas, ou seja, ponto mais perto da África, João Pessoa-PB


o que fazer em joão pessoa

Farol do Cabo Branco, João Pessoa-PB

6. ESTAÇÃO CABO BRANCO:

A ESTAÇÃO CABO BRANCO é um espaço projetado por Oscar Niemeyer, dedicado à ciência, à cultura e à arte. Na Estação, você encontrará parquinho com brinquedos educativos, oficinas, cafeteria, exposições fixas e temporárias, além de projetos voltados para a astronomia.

Não deixe de conferir o filme Os Filhos do Sol, para descobrir detalhes da Via Láctea, ou de visitar a estação aos domingos, quando há a observação de astros. A dica é ficar atento aos jornais ou à página da Estação Cabo Branco no Facebook e ficar por dentro da programação.

7. FEIRINHA DE TAMBAÚ:

A Feirinha de Tambaú é um lugar bastante procurado por quem deseja voltar para casa com algumas lembranças do artesanato regional; além disso, é o centro do burburinho e um ponto de encontro entre turistas e moradores locais.

Toda a região da feirinha é bastante movimentada durante a noite e em seus arredores estão alguns restaurantes e bares considerados os melhores da cidade. É um local legal para andar à noite, comer e ver gente.

Av. Almirante Tamandaré, S/N, Tambaú.

8. ALUGUEL DE BIKES NA ORLA DO CABO BRANCO

Alugue bicicletas, triciclos ou patins na Orla do Cabo Branco, antes de de jantar, para atiçar a fome!

9. MERCADO DE ARTESANATO DA PARAÍBA

Quem pensa em comprar artesanato paraibano e nordestino não pode deixar fora do roteiro uma visita ao Mercado de Artesanato da Paraíba.

O edifício tem uma grande quantidade de lojas que oferecem os mais variados produtos: roupas em algodão colorido, tapetes, acessórios em couro, quadros e inúmeras miudezas para enfeitar a casa e presentear os amigos. 

Av. Sen Rui Carneiro, 241, Tambaú.

NO CENTRO HISTÓRICO DE JOÃO PESSOA

10.CENTRO CULTURAL SÃO FRANCISCO:

O Centro Cultural São Francisco é um complexo que inclui: a Igreja de São Francisco, o Convento de Santo Antônio, um Museu de Arte Sacra, além de algumas capelas – entre elas, a Capela Dourada. É um local muito interessante, que começou a ser construído em 1589, mas que só foi concluído em 1788. 

A visita guiada (R$ 4,00) leva a diversos ambientes do Centro Cultural e permite que os visitantes conheçam detalhes da arquitetura do local, que inclui manifestações artísticas feitas no estilo barroco e o uso de muito ouro, mármore e azulejos pintados. 

Entre os destaques da Igreja de Santo Antônio estão: o coro, de onde vê muitos móveis em mogno e se tem bela vista panorâmica da igreja; a Capela Dourada, com uma enorme cobertura de ouro; e a sacristia, com pedaços do piso feito com mirra que até hoje exala um pouco do perfume. 

11. CASA DO ARTISTA POPULAR:

A Casa do Artista Popular fica numa casa bonita do centro de João Pessoa e é legal para quem aprecia arte e quer conhecer mais de perto o artesanato local. O lugar funciona de forma parecida com um museu, expondo obras de artistas paraibanos sem vendê-las.

Praça Independência, 56, Centro.

12. IGREJA DE NOSSA SENHORA DO CARMO

A Igreja e o Convento Nossa Senhora do Carmo, no Centro Histórico de João Pessoa, foram construídos pelos carmelitas durante o século XVI. Construída em pedra e com traços do estilo barroco, a história do local não é muito clara, pois, com a invasão holandesa, muitos documentos se perderam. 

Ao visitar esse conjunto arquitetônico, não deixe de reparar nos azulejos pintados nas paredes e nos altares trabalhados da capela e da igreja. 

Praça Dom Adauto, s/n.

13. IGREJA DE SÃO FREI PEDRO GONÇALVES

A Igreja de São Frei Pedro Gonçalves está localizada no Centro Histórico e foi construída em meados de 1840. Sua fachada e seu interior são simples, quando comparados ao conjunto arquitetônico do Centro Cultural de São Francisco – o diferencial do local, no entanto, está na sua localização, próxima ao Rio Sanhauá, e nas ruínas soterradas embaixo da igreja.

Visitando o local, não deixe de observar os enormes blocos de pedra, chamados de “muralhas do Varadouro”.  

Praça São Frei Pedro Gonçalves.

AS MELHORES PRAIAS DE PARAÍBA

A partir de João Pessoa, você pode fazer vários bate e voltas às praias mais bonitas do litoral paraibano! Saiba as melhores praias da Paraíba!

PITIMBU:

Primeira praia para quem vem de Pernambuco, a 63 Km de João Pessoa. Movimentada, não falta bares e barracas de praia. O mar é manso, mesmo na maré baixa (windsurfistas batem ponto lá) e a faixa de areia é ampla. Legal para famílias.

TAMBABA:

No município de Conde, a 42 Km ao sul de João Pessoa, está o paraíso naturista nordestino. Explicando melhor, a Praia de Tambaba está dividida em 2 partes: Na primeira e menor, o nu é proibido e os visitantes encontram uma piscina natural meio sem graça em meio às pedras.

Uma portaria sinaliza o acesso à segunda parte, onde apenas os peladões têm vez – quem trajar sunga ou biquíni não pode nem dar uma olhadinha. Aqui fica o trecho mais cênico, com uma imponente falésia e um marzão de dar gosto em 300 m de praia.

Homens desacompanhados não têm vez por lá, ou, podem entrar na companhia de um casal. Fotografias também não são bem-vindas.

COQUEIRINHO:

Ainda no município de Conde, está a belíssima Praia do Coqueirinho, 7 Km acima de Tambaba, e a 35 Km ao sul de João Pessoa.

Em formato de enseada e com muitos coqueiros, a praia de águas calmas é perfeita para quem viaja com crianças. Geralmente, os passeios de buggyy, provenientes de João Pessoa, fazem aqui a parada para almoço. Mas as opções são poucas e básicas.

Só precisa ficar esperto no acesso à praia: uma descida íngreme em uma estrada de areia bem chata. Se preferir, pode vir caminhando da Praia de Tabatinga (falaremos mais dela abaixo), num percurso de 3 km passando por falésias.

TABATINGA:

A 33 Km ao sul de João Pessoa, fica a paradisíaca Praia de Tabatinga. Em um extremo, as lagoas formadas pelo encontro do Rio Bocatu com o mar. Do outro lado, impactantes falésias coloridas.

Entre a lagoa e as escarpas, uma praia pouco movimentada e sem estrutura (se for passar o dia, leve um lanche), mas com um belo visual. A areia fininha convida a uma caminhada, já o mar, por vezes agitado, pede precaução.  Coqueiros e recifes ajudam a compor o belo cenário.

CABO BRANCO E TAMBAÚ:

Ambas são as praias urbanas mais famosas de João Pessoa, e são interligadas. São as duas praias mais centrais da orla de João Pessoa, onde ficam o grosso de hotéis e restaurantes, além das barracas na praia e os quiosques no calçadão.

Aliás, quem não quiser pisar na areia, pode usar o calçadão da orla e, no caso de Cabo Branco, a avenida litorânea fica fechada para os carros entre 6h e 8h da manhã para que os moradores e turistas possam praticar esportes.

Banho de mar? Apesar das águas turvas, as ondas são tranquilas e bem morninhas! Da Praia de Tambaú, como já mencionamos acima, partem os passeios de barco às piscinas naturais de Picãozinho e do Seixas, quando a maré está baixa.

BESSA:

O maior trunfo da Praia do Bessa é uma barreira de corais a 800 metros da costa, com mais ou menos 4 km de extensão. Para chegar lá, o pessoal aproveita a calmaria da água e vai de caiaque ou stand-up paddle. Por causa dos recifes, a praia também é chamada, pelos íntimos, de “Caribessa”

PRAIA DE CAMBOINHA:

A Praia de Camboinha fica a 18 Km do centro de João Pessoa, logo ao norte da Praia do Poço, no município de Cabedelo.

De beleza ímpar, a praia é tranquila e agradável: a areia é branquinha e o mar azul turquesa é calminho! Vale a pena passar uma manhã lá, como fizemos!

É de lá e da Praia do Poço que saem as embarcações para a Ilha da Areia Vermelha.

o que fazer em joão pessoa

Mar azul turquesa da Praia de Camboinha, a 18 Km de João Pessoa

 

JACARÉ:

No município de Cabedelo, 11 Km ao norte de João Pessoa, fica a praia fluvial do Jacaré, onde ninguém nada no rio e as pessoas começam a chegar por lá por volta das 16:00 para assistir ao por do sol.

Mas não é só isso! A praia ganhou fama devido ao artista local, Jurandy do Sax, que, dentro de uma canoa, no meio do Rio Paraíba, entoa o Bolero de Ravel todo o santo dia na mesma “bat hora”.

Até 2015, as pessoas acompanhavam o espetáculo dentro dos bares (R$7 o couvert) ou em catamarãs no rio. Foi então que o Ministério Público entrou em ação e mandou demolir os bares.

Hoje, além dos catamarãs e lachas, as pessoas se aglomeram em uma mureta para se emocionar com os acordes ao cair da tarde. E ainda podem comprar lembrancinhas nas lojas de artesanato e, ainda, assistir ao Jurandy num dos restaurantes que ele escolhe para fazer o show.

MIRIRI:

O trecho norte do litoral paraibano é bem mais roots que o sul. Não há nenhuma praia muito movimentada e, em alguns casos, é preciso sofrer um bocado para chegar lá. A Praia de Miriri, no município de Rio Tinto, a 38 Km ao norte de João Pessoa, está inserida nesse time.

Para chegar nela, só através de um passeio de buggy, que sai de João Pessoa, ou por uma estrada bem arenosa a partir da Praia da Campina.

O esforço vale a pena para conhecer uma praia formada pela foz do Rio Miriri, coqueiros e falésias incrivelmente coloridas. De quebra, a possibilidade de alternar entre banhos  de mar, rio e lagoa. Leve comidas e bebidas, pois você não encontrará nada nas proximidades.

TAMBÁ:

A Praia de Tambá fica na Baía da Traição, um pequeno município a 90 km ao norte de João Pessoa, com aldeias indígenas próximas.

A praia central tem alguma estrutura e movimento no fim de semana. A 5 km ao norte, Tambá é um sossego só. Lá, no alto de uma falésia, fica a Aldeia Alto de Tambá (antiga Galego), que vende artesanato indígena e doces.

Apesar da sinalização deficiente, chega-se de carro até a aldeia, continuando por uma trilha. Mas muitos preferem caminhar uma hora meia desde Baía da Traição. O mar é um dos mais belos da Paraíba, mas as ondas são bem violentas, tanto que é um dos picos de surfe no estado. Uma praia para chamar de sua.

BARRA DE CAMARATUBA

No extremo norte paraibano, a 115 Km de João Pessoa, a Praia de Barra de Camaratuba já mostra sinais que estamos nos aproximando do litoral potiguar (RN), ao mostrar um cenário único no estado com dunas e Mata Atlântica.

O vilarejo de pescadores tem estrutura básica com poucos restaurantes e pousadas. Como o nome indica, o centrinho fica junto à foz do Rio Camaratuba. Uma balsa leva para a deserta Praia de Cardosas, já em Baía da Traição. Aliás, as praias por lá são movimento zero.

Um passeio de buggy é o mais indicado para conhecer as praias ao norte, com as tais dunas, além de manguezais. A presença de surfistas (poucos) no mar demonstra que o banho de mar é agitado. Já os kitesurfistas e os moinhos de energia eólica sinalizam os fortes ventos.

Barra de Camaratuba: sossego no extremo norte do litoral paraibano

ONDE COMER EM JOÃO PESSOA

Nós conhecemos dois restaurantes (famosos e bem conceituados) em nossa estada em João Pessoa. Por gostarmos dos ambientes, da comida e do atendimento, recomendaremos a você!

PRAIANO BAR:

Fica na Praia do Bessa. Ambientes interno e externo (com pé na areia) são super aconchegantes. A música é animada e tem apresentações de um saxofonista. 

O cardápio tem muuitasss opções de entradas, porções, pratos típicos do Nordeste brasileiro, com peixes, pirão, frutos do mar etc. As opções de bebidas também é vasta! Tudo o que pedimos estava delicioso!

Ótimo custo-benefício! Vale a pena um almoço por lá, depois de curtir uma prainha e antes de curtir o por do sol na Praia do Jacaré!

onde comer em joao pessoa praiano bar

Entradas: pastéis de carne e queijo, e macaxeira frita. Praiano Bar, Praia do Bessa, João Pessoa

praiano bar onde comer restaurante joao pessoa

praiano bar onde comer joao pessoa restaurantes

BAR DO CUSCUZ:

Fomos jantar no Bar do Cuscuz, localizado na badalada orla da Praia do Cabo Branco. Amamos! Bem amplo, mas aconchegante. Telões com música animada, um espaço Kids GIGANTE (com open de pipoca e algodão doce para a criançada).

O cardápio com muitas variedades de pratos com cuscuz, claro. E muitas outras opções de pratos com peixe, frutos do mar, carnes, porções e entradas. E uma atenção a mais para os diferentes e deliciosos drinks refrescantes! Não deixe de experimentar!

bar do cuscuz praia do cabo branco joão pessoa

Bar do Cuscuz, Praia do Cabo Branco, João Pessoa

Indicaremos, também, outros restaurantes famosos da capital paraibana:
  • Nau – frutos do mar: Rua Lupercio Branco, 130, Manaíra.
  • Tábua de Carnes: Av. Sen. Rua Carneiro, 648, Manaíra.
  • Sal e Brasa: Rua Fernando Henrique Luiz dos Santos, 713, Jardim Oceania.
  • Mangai: Av. Gen. Édson Ramalho, 696, Manaíra.
  • KS Bar: Av. Targino Marques, 2 , Tambaú.
  • Adega do Alfredo: Rua Coração de Jesus, s/n, Tambaú.
  • Empadinhas Barnabé: Av. Cabo Branco, 1758, Cabo Branco.
  • Café Empório: Rua Coração Jesus, 199, Tambaú.
ONDE SE HOSPEDAR EM JOÃO PESSOA

A Pousada Czar foi o que conseguimos para dormir, deixando pra reservar hotel em cima da hora e em pleno carnaval! É muito simples e baratinho. Ficamos num quarto com chuveiro elétrico, frigobar e ar condicionado. O café da manhã era simples, nada de muitas opções, mas o que tinha era delicioso: bolo de abacaxi, cuscuz recheado, ovo frito na hora, cachorro quente, frutas, pães e frios.

Indicações de onde se hospedar em João Pessoa:

A capital paraibana não é tão grande como suas capitais vizinhas, mas oferece uma boa variedade de hotéis, com a vantagem de não ter os preços exorbitantes que se vê em outras cidades do Brasil. 

Antes de se ater ao valor da hospedagem, preocupe-se com a localização do hotel – especialmente se você estiver sem carro. Para quem viaja de férias, Tambaú é o melhor bairro para ficar, pois nele se concentram bons restaurantes, lojinhas, um calçadão e praias legais. É um bairro movimentado dia e noite, onde se pode fazer várias coisas caminhando.

Além de Tambaú, bairros como Cabo Branco e Manaíra são opções legais e tranquilas de hospedagem e ainda ficam na frente da praia

Caso esteja de carro, escolha um hotel nos bairros vizinhos, mas que não seja tão distante de Tambaú – para quem está de carro, a localização do hotel pode ser mais flexível e longe do burburinho. 

Em Tambaú, os hotéis Corais de Tambaú e Nobille Inn são boas escolhas de hospedagem e ficam pertinho do movimento. Para ficar em Cabo Branco, o Littoral Hotel é interessante. Em Manaíra, sugerimos o InterCity.

Outras opções:
  • Parahyba Hostel;
  • Villa Imperador;
  • Verdegreen Hotel;
  • Laguna Praia Hotel;
  • Hotel Village Premium João Pessoa;
  • Hotel Pousada Atlântica;
  • Hotel Village Confort;
  • Hotel Cabo Branco Atlântico;
  • Hotel Cota do Atlântico;
  • Littoral Tambaú Flat;
  • Nord Luxxor Cabo Branco;
  • Littoral Express;
  • Atlântico Praia Hotel;
  • Nord Easy Imperial Suítes;
  • Slaviero Essential João Pessoa Solmar;
  • Hardman Praia Hotel;
  • Bessa Beach Hotel.
LEIA TAMBÉM NOSSOS POSTS:

Comentários